Comissão da Verdade não pode gerar vitimização, diz pesquisadora | Agência Câmara de Notícias

05/06/2012 | 15h47

Evelin Lindner sugeriu o acesso completo aos documentos que tratam do período ditatorial.

A pesquisadora Evelyn Lindner, da Universidade norueguesa de Oslo,  disse que a Comissão da Verdade deve trabalhar para curar a humilhação sofrida durante os anos da ditadura sem gerar vitimização. Doutora em medicina e psicologia, Lindner fez várias pesquisas sobre humilhação, dignidade e direitos humanos e participou nesta terça-feira de uma audiência pública da Comissão de Direitos Humanos e Minorias.

“Pensando em como curar a humilhação, um extremo seria ignorar a questão [as torturas e crimes ocorridos] e o outro extremo seria o vício na vitimização. Esses são os dois extremos que temos de evitar”, disse a pesquisadora.

Acesso a documentos
Segundo Evelin Lindner, o Brasil precisa seguir alguns passos para a Comissão da Verdade fortalecer a consciência de dignidade humana em seus trabalhos. Ela sugeriu o acesso completo aos documentos que tratam do período ditatorial, além da construção de memoriais para não deixar cair no esquecimento o passado, mas sem criar revanchismo ou vitimização.

“Se a Comissão da Verdade usar a linguagem do combate e da humilhação, eles vão replicar o passado e criar novos ciclos de humilhação”, disse a pacifista.

O presidente da comissão, deputado Domingos Dutra (PT-MA), disse que a análise da pesquisadora norueguesa salientou a necessidade de a Comissão da Verdade não ser um instrumento de vingança, mas “de reencontro da população brasileira com aqueles que, no exercício do poder, exorbitaram de suas funções”. O debate foi proposto pelo parlamentar.

Dignidade igual
A pesquisadora afirmou que o centro da mensagem dos direitos humanos é acabar com a ordem hierárquica e passar de uma dignidade desigual para uma dignidade igual. Ela citou como exemplo a atuação de Nelson Mandela, ex-presidente da África do Sul, na eliminação do apartheid com a união entre a maioria negra do país e a minoria branca.

“Quando falamos de direitos humanos fazemos as pessoas se sentirem humilhadas e precisamos guiar as pessoas no estilo Mandela”, afirmou Evelin Linder. Ela falou que se deve ter o cuidado de trabalhar o sentimento de humilhação para que ele não gere vingança entre os povos.

Perfil
Evelyn Lindner é uma das mais importantes especialistas no tema da dignidade humana e da humilhação. Ela também é fundadora da organização Human Dignity and Humiliation Studies, um grupo de estudos acadêmico interdisciplinar para promover a dignidade e acabar com a humilhação.

Pesquisadora da Universidade de Oslo desde 1997, ela atua também na Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, e na Maison des Sciences de l’Homme, na França. É autora de quatro livros sobre o assunto, incluindo “Fazendo inimigos: humilhação e conflito internacional”, lançado em 2007 nos Estados Unidos e considerado pela revista “Choice” como uma das mais importantes contribuições acadêmicas ao estudo dos Direitos Humanos.

Reportagem – Tiago Miranda
Edição – Regina Céli Assumpção

_

http://www2.camara.gov.br/agencia/noticias/DIREITOS-HUMANOS/419219-COMISSAO-DA-VERDADE-NAO-PODE-GERAR-VITIMIZACAO,-DIZ-PESQUISADORA.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: