Evento | 04 e 05/07 | Brasília | Seminário Internacional Operação Condor

Temos a honra de convidar Vossa Excelência a participar do “Seminário Internacional sobre a Operação Condor”, a realizar-se nos dias 04 e 05 de julho de 2012, das 09 às 18 horas, no Auditório Nereu Ramos desta Câmara dos Deputados.

A Operação Condor, nome pelo qual ficou conhecida a articulação entre as forças armadas dos países do Cone Sul, formado por Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai, com efetiva participação dos Estados Unidos da América, resultou na mais vasta e duradoura ação repressiva da história do continente, mobilizando secretamente militares e policiais desses sete países nos anos 1970, produzindo uma contabilidade macabra de violações de Direitos Humanos, inclusive a eliminação de vários opositores políticos dessas ditaduras.

O ‘Arquivo do Terror’ – quatro toneladas de papéis descoberto no Paraguai em 1992, com 60 mil documentos totalizando 593 mil páginas microfilmadas com a burocracia da repressão – preservou intactos diários, arquivos, fotos, fichas, relatórios, a correspondência e a rotina de terror e morte da ‘Operação Condor’ e seus seis sócios fundadores. O cálculo total de vítimas, a partir do registro desse arquivo, oferece um resultado assustador: 30 mil desaparecidos, 50 mil mortos, 400 mil encarcerados. Segundo o Movimento de Justiça e Direitos Humanos (MJDH), de Porto Alegre, com base em investigações oficiais realizadas por comissões independentes sob governos civis após a volta da democracia, os números são mais modestos, mas ainda impressionam: 13.960 mortos e desaparecidos políticos no Cone Sul, no período de atuação da Operação Condor.

As ações desenvolvidas no âmbito da Operação Condor caracterizaram-se pela violência sem limites – mediante a disseminação da prática do sequestro, centros clandestinos de detenção, tortura, execuções e o desaparecimento forçado de opositores – e pela total inobservância dos mais elementares direitos fundamentais. Os países mencionados compartilhavam informações e técnicas repressivas e também cumpriam missões clandestinas de interesse dos vizinhos em seus respectivos territórios.

Portanto, no momento em que amadurece no Brasil a discussão necessária para resgate da verdade e da memória dos tempos do regime militar, é fundamental a realização de um seminário internacional para que especialistas e estudiosos de tema tão relevante tragam ao Parlamento Brasileiro informações que contribuam para a compreensão do papel da Operação Condor nas ditaduras que atingiram a América do Sul na segunda metade do Século 20.

A programação está disponível ABAIXO e no endereço eletrônico www.camara.gov.br/cdh, no qual também podem ser efetuadas as inscrições.

Solicitamos confirmação de sua presença pelo email cdh@camara.gov.br ou pelos telefones 55.61. 3216-6571 e (61)3216-6570 ou fax (61) 3216-6580.

Atenciosamente,

Deputada LUIZA ERUNDINA DE SOUZA

Coordenadora da Comissão Parlamentar Memória, Verdade e Justiça

Deputado DOMINGOS DUTRA

Presidente da Comissão de Direitos Humano e Minorias

_

Seminário Internacional Operação Condor

Auditório Nereu Ramos – Câmara dos Deputados

4 e 5 de julho de 2012, Brasília – DF

PROGRAMA

Dia 4 Quarta-feira

09h30 – Ato de Abertura

Marco Maia, Presidente da Câmara dos Deputados
José Eduardo Martins Cardozo, Ministro da Justiça
Domingos Dutra, Presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados
Luiza Erundina de Sousa, Presidente da Comissão Parlamentar Memória, Verdade e Justiça
Paulo Abrão Pires Júnior, Presidente da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça
Carlos Roberto Siqueira de Barros, Presidente da Fundação João Mangabeira
Jair Krischke, Presidente do Movimento de Justiça e Direitos Humanos

10h  Mesa 1 OPERAÇÃO CONDOR: PERSPECTIVA HISTÓRICA

Coordenador:
Domingos Dutra, deputado, Presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados

Expositores:
Paulo Abrão Pires Júnior, Presidente da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça
Carlos Roberto Siqueira de Barros, Presidente da Fundação João Mangabeira
Remo Gerardo Carlotto, deputado (Argentina)
Desiree Graciela Masi Jara, deputada (Paraguai)
Luis Puig, deputado (Uruguai)
Hugo Gutiérrez Gálvez, deputado (Chile)
Luiza Erundina de Sousa, deputada, Presidente da Comissão Parlamentar Memória, Verdade e Justiça

12h – Intervalo para almoço

14h – Mesa 2 OPERAÇÃO CONDOR: ARGENTINA

Coordenador:
Luiz Couto, deputado, membro da Comissão Parlamentar Memória,
Verdade e Justiça

Expositores:
Stella Calloni, jornalista, pesquisadora e escritora (Argentina)
Daniel Rafecas, Juiz Federal (Argentina)

15h30 – Mesa 3 – OPERAÇÃO CONDOR – PARAGUAI

Coordenador:
Chico Alencar, deputado, membro da Comissão Parlamentar Memória, Verdade e Justiça

Expositores:
Martin Almada, advogado e professor (Paraguai)
Alfredo Boccia Paz, médico, professor e escritor (Paraguai)

17h – Intervalo para café

17h30 – Mesa 4 OPERAÇÃO CONDOR: URUGUAI

Coordenador:
Arnaldo Jordy, deputado, membro da Comissão Parlamentar Memória, Verdade e Justiça

Expositores:
Roger Rodriguez, jornalista, professor e ativista de Direitos Humanos (Uruguai)
Samuel Blixen, jornalista, professor e escritor (Uruguai)

19h – Encerramento dos trabalhos

_

Dia 5 Quinta-feira

10h – Mesa 5 OPERAÇÃO CONDOR: CHILE

Coordenadora:
Luiza Erundina, deputada, Presidente da Comissão Parlamentar Memória, Verdade e Justiça

Expositores:
Monica Gonzalez, jornalista, professora e escritora
Michelle Bachelett, médica, Secretária-Geral Adjunta da ONU, Presidente
da ONU Mulher, Ex-Presidente da República do Chile

12h – Intervalo para o almoço

14h – Mesa 6 OPERAÇÃO CONDOR: BRASIL

Coordenadora:
Erika Kokay, deputada, membro da Comissão Parlamentar Memória,
Verdade e Justiça

Expositores:
Luiz Cláudio Cunha, jornalista e escritor
Jair Krischke, Presidente do Movimento de Justiça e Direitos Humanos
Nilson Mariano, jornalista, mestre em História e escritor
Sueli Aparecida Bellato, Comissão de Anistia do Ministério da Justiça
Antônio Campos, advogado

16h Intervalo

16h30 – Mesa 7 OPERAÇÃO CONDOR: EUA

Coordenador:
Egmar José de Oliveira, Comissão de Anistia do Ministério da Justiça

Expositores:
J. Patrice McSherry, professora e diretora do Programa de Estudos sobre América Latina na Long Island University de Nova Iorque
Carlos Osorio, Arquivo de Segurança Nacional da George Washington University

18h30 – Conclusões e encerramento dos trabalhos

Luiza Erundina de Sousa, deputada, Presidente da Comissão Parlamentar Memória, Verdade e Justiça.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: