Verdades incômodas à Comissão da Verdade | Jornal do Brasil

13/08/2012 | 13h

Marcelo Auler

Na tarde desta segunda-feira (13), ao se reunir na sede da OAB do Rio de Janeiro com o teólogo Leonardo Boff, a Comissão Nacional da Verdade ouvirá um discurso duro contra a lei da anistia brasileira e o próprio trabalho que os sete membros da comissão pretendem desenvolver.

No encontro, que terá à frente o coordenador da Comissão, ministro Gilson Dipp, Boff deveria falar, na condição de militante dos Direitos Humanos, sobre  as “Estruturas da Repressão – Locais de Tortura e Morte no Rio de Janeiro”. 

Mas o orador promete ir além. Cobrará uma postura diferente do Brasil na questão da Anistia. Classificará de retrógrada e injusta a lei brasileira, por colocar em um mesmo patamar algozes e vítimas, dando lhes o mesmo tratamento. Para Boff, a comissão não pode conviver com uma legislação que está “fora do consenso universal do direito”.

Ele exigirá a punição dos que cometeram crimes contra a humanidade, em conformidade com o que já decidiu a Corte Interamericana de Direitos Humanos que condenou o Brasil a apurar e punir a ação dos militares no combate à Guerrilha do Araguaia.

A cobrança não será uma novidade, mas sem dúvida alguma  não será nada agradável aos ouvidos dos membros da comissão que preferem não questionar a validade da lei da Anistia.

_

http://www.jb.com.br/informe-jb/noticias/2012/08/13/verdades-incomodas-a-comissao-da-verdade/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: