OAB quer criação de Centros Culturais nos antigos prédios do Doi-Codi e do Dops | Jornal do Brasil

28/08/2012 | 6h43

O presidente da OAB do Rio de Janeiro (OAB-RJ), Wadih Damous, defendeu hoje (28) a transformação em Centros Culturais e de Preservação da Memória os principais locais usados no Rio de Janeiro para a tortura de presos políticos durante a ditadura militar: o DOI-Codi, no quartel da Polícia do Exército, na Tijuca, e o Dops, na Rua da Relação.

Ele lembrou que nesses lugares de triste memória, milhares de opositores do regime militar foram torturados e, muitos deles, assassinados.

“É fundamental que as barbaridades cometidas neste locais não caiam no esquecimento e que jamais se repitam”, afirmou

“O primeiro passo já foi dado com a desapropriação pela prefeitura de Petrópolis (RJ) da Casa da Morte, aparelho clandestino montado pelo Centro de Informações do Exército (CIE) durante a ditadura. Essa é uma grande vitória da sociedade democrática, e a entidade dos advogados se orgulha de ter contribuído para a causa”, disse Damous.

O próximo objetivo será transformar a Casa da Morte em um Centro de Memória.

Assim, segundo o presidente da OAB-RJ, a cidade serrana de Petrópolis ficará desagravada em sua honra já que centro de tortura deixará de ser uma mancha e passará a ser uma lembrança de que o Brasil viveu tempos tenebrosos que não mais devem voltar.

_

http://www.jb.com.br/rio/noticias/2012/08/28/oab-quer-criacao-de-centros-culturais-nos-antigos-predios-do-doi-codi-e-do-dops/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: