Procuradoria denuncia Brilhante Ustra por sequestro na ditadura | Folha de São Paulo

17/10/2012 | 16h16

JOSÉ ERNESTO CREDENDIO
DE SÃO PAULO

O Ministério Público Federal de São Paulo denunciou nesta quarta-feira (17) o coronel reformado Carlos Alberto Brilhante Ustra pelo suposto crime de sequestro qualificado contra o corretor de valores Edgar de Aquino Duarte, em junho de 1971, durante o período mais violento da ditadura miliar.

Ustra foi comandante do DOI-Codi, o aparelho repressor do regime, de 1970 a 1974.

Segundo a denúncia, Duarte ficou preso ilegalmente no DOI-Codi e no Deops (Departamento de Ordem Política e Social) até meados de 1973 e desapareceu.

Duarte era fuzileiro naval e foi expulso das Forças Armadas após o golpe militar de março de 1964 por combater o regime. Após se exiliar no México e em Cuba, voltou ao Brasil em 1968.

Com nome falso, montou uma imobiliária e depois tornou-se corretor da Bolsa de Valores até ser sequestrado.

Antes de ser detido, ele dividiu apartamento com o militar José Anselmo dos Santos, o Cabo Anselmo.

Anselmo, apontado como delator, citou o nome de Duarte em depoimentos no Deops. Dias depois, Duarte também foi identificado e lavado para os porões do regime.

“A prisão ilegal de Duarte foi testemunhada por dezenas de dissidentes políticos que se encontravam presos nas dependências do DOI-Codi e no Deops”, afirma o Ministério Público na ação.

Documentos recolhidos na sede do 2º Exército, afirma denúncia, comprovam a detenção de Duarte e que ele não era mais ativista político quando foi levado pelo regime.

OUTRO LADO

O advogado Paulo Alves Esteves, que defende o coronel, disse não ter lido a denúncia até a publicação desta reportagem, mas considera que há precedentes que podem inocentar Ustra.

“Há casos antecedentes em que a Justiça decidiu contra essa teoria do sequestro, como dizem os procuradores”, afirmou.

Como o corpo jamais foi encontrado, os procuradores se baseiam na tese de “sequestro continuado”, ou seja, o desaparecimento forçado da vítima.

_

http://www1.folha.uol.com.br/poder/1170625-procuradoria-denuncia-brilhante-ustra-por-sequestro-na-ditadura.shtml

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s