Biografia documenta vida de Marighella, ‘inimigo número um’ da ditadura militar | Folha de São Paulo

27/10/2012 | 3h22

MARIO CESAR CARVALHO
DE SÃO PAULO

Marighella morreu atirando. Marighella sofreu torturas mais de dez vezes.

Marighella fez uma prova de física em versos no colégio e tirou nota dez.

Marighella é homenageado por Gilberto Gil no final da música “Alfômega” (1969), ao grunhir seu nome (“iê-ma-ma-Marighella”).

Quando começou a pesquisa que resultaria no livro “Marighella – O Guerrilheiro que Incendiou o Mundo”, em 2002, o jornalista Mário Magalhães, 48, sabia que tinha como matéria-prima um mito coberto por névoas criadas à direita e à esquerda.

O comunista e guerrilheiro Carlos Marighella (1911-1969) é uma figura onipresente na história da esquerda brasileira por quatro décadas –de 1932, quando participou das primeiras agitações estudantis em Salvador à sua morte, em São Paulo, em 1969, quando era considerado o inimigo número um da ditadura, graças às ações de guerrilha da ALN (Aliança Libertadora Nacional).

Imagem do prontuário de Marighella no Deops em 1939

Após nove anos e meio de pesquisa, Magalhães descobriu que todas as afirmativas acima são falsas.

1) Marighella não estava armado em 4 de novembro de 1969, quando foi alvejado por quatro disparos de policiais comandados pelo delegado Sérgio Paranhos Fleury;

2) Ele sofreu torturas uma única vez, em 1935;

3) Não sobrou o registro da nota da prova em verso;

4) Gilberto Gil diz que só repetia onomatopeias em “Alfômega”.

Mário Magalhães desfez os mitos em torno do guerrilheiro por uma razão aparentemente simples, segundo ele: só escreve o que pode ser provado por documento ou depoimento.

“A vida real de Marighella é muito mais espetacular do que a mitologia criada por aliados ou inimigos”, afirma o autor.

_

http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/1175920-biografia-documenta-vida-de-marighella-inimigo-numero-um-da-ditadura-militar.shtml

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s