Arquivos de Tag: manoel fiel filho

Comissão da Verdade liga Fiesp à produção de armas | Folha de São Paulo

Continuar Lendo →

Egydio quer colaborar sobre morte de Vladimir Herzog | O Globo

03/06/2012 | 23h

Governador de São Paulo na época, ele afirma que jornalista foi assassinado no DOI da Tutoia

Chico Otavio

Ex-governador de São Paulo Paulo Egydio, em entrevista a Geneton Moraes Neto

RIO – Governador de São Paulo de 1975 a 1979, período em que o jornalista Vladimir Herzog e o operário Manuel Fiel Filho morreram na carceragem do Destacamento de Operações de Informações (DOI) do Exército no estado, Paulo Egydio Martins disse no programa “GloboNews Dossiê”, exibido ontem, que está disposto a colaborar com a Comissão da Verdade no esclarecimento dos crimes do regime militar. Em entrevista ao jornalista Geneton Moraes Neto, ele declarou não ter dúvidas de que os agentes da repressão mataram Herzog no DOI da Rua Tutoia, e a cena do crime foi maquiada para parecer suicídio. Continuar Lendo →

Filha de Fiel Filho cobra punição de torturadores | Agência Câmara de Notícias

http://www2.camara.gov.br/agencia/noticias/DIREITOS-HUMANOS/414950-FILHA-DE-FIEL-FILHO-COBRA-PUNICAO-DE-TORTURADORES.html

17/04/2012 | 20h39

A morte sob tortura do operário Manoel Fiel Filho em janeiro de 1976 forçou a abertura política do regime militar e abriu as portas para os movimentos pró-democracia. Essa trajetória é mostrada no filme Desculpe, Mr. Fiel, o operário que derrubou a ditadura no Brasil, de Jorge Oliveira, apresentado e discutido na Comissão Parlamentar Memória, Verdade e Justiça, subcomissão da Comissão de Direitos Humanos da Câmara. Continuar Lendo →

Comissão da Verdade convocará ex-agentes da ditadura | Carta Maior

http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=19985&alterarHomeAtual=1

17/04/2012

A decisão foi anunciada nesta terça (17), após a comoção causada pela exibição do documentário “Perdão, Mister Fiel – o operário que derrubou a ditadura no Brasil”, de Jorge Oliveira. No documentário, o ex-agente do Serviço Nacional de Informação (SNI), Marival Chaves, cita os nomes e sobrenomes dos principais torturadores do regime. E dá pistas importantes sobre o paradeiro de desaparecidos políticos.

Najla Passos

Brasília – A Comissão Parlamentar da Verdade vai convocar ex-agentes da ditadura militar para prestarem esclarecimentos sobres os crimes contra os direitos humanos durante o regime. A decisão foi tomada nesta terça (17), pela coordenadora da Comissão, deputada Luíza Erundina (PSB-SP), após a exibição do documentário “Perdão, Mister Fiel – o operário que derrubou a ditadura no Brasil”, de Jorge Oliveira. “Pode até ser uma loucura minha. Mas eu quero ser louca e convocar essas pessoas para depor”, afirmou ela. Continuar Lendo →

%d blogueiros gostam disto: