Arquivos de Tag: observatório da imprensa

O Globo e a defesa do regime de tortura no Brasil | Observatório da Imprensa

28/08/2012

Por Aloysio Castelo de Carvalho na edição 709

Em um depoimento concedido a historiadores do CPDOC sobre sua trajetória no regime autoritário de 1964, o ex-presidente Ernesto Geisel admitiu a tortura como um meio necessário para a obtenção de confissões. O general reconheceu que “há circunstâncias em que o indivíduo é impelido a praticar a tortura para obter determinadas confissões e, assim, evitar um mal maior”. A revelação de Geisel, o quarto general a exercer o poder após a deposição do presidente João Goulart, coloca em questão a imagem do dirigente militar comprometido com a legalidade e com a condenação dos excessos de violência praticados pelo aparato repressivo, sob controle da linha dura. Desse modo, abrem-se novas vias de pesquisas sobre um dos períodos mais sombrios da história republicana brasileira no século 20. Ressurgem as polêmicas sobre os papéis desempenhados pelos grupos militares na organização do regime. Continuar Lendo →

Anúncios

Depoimentos à Comissão da Verdade da OAB/RJ | Observatório da Imprensa

21/08/2012

Relatos dos irmãos César e Cid Benjamin à Comissão da Verdade da secção fluminense da Ordem dos Advogados do Brasil, cujo foco é reunir elementos capazes de revelar o papel desempenhado pela Justiça Militar durante os anos da ditadura.

_

http://www.observatoriodaimprensa.com.br/videos/videosoi/depoimentos_a_comissao_da_verdade_da_oab_rj

Ditadura assassinou mais de mil | Observatório da Imprensa

07/08/2012

Por Celso Lungaretti na edição 706

A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República efetuou um estudo no sentido de definir com maior precisão quais os cidadãos brasileiros que foram assassinados pela ditadura militar. O número geralmente admitido, de 426 mortos e desaparecidos políticos (o que dá no mesmo: desapareceram da face da Terra…), foi apurado quase apenas no universo restrito de militantes pertencentes aos principais partidos e organizações de esquerda, sobre os quais se têm mais informações.

O novo estudo analisou os casos envolvendo outras 1.200 pessoas e confirmou que pelo menos a metade foi também morta. São camponeses, sindicalistas, líderes rurais e religiosos, padres, advogados e ambientalistas assassinados nos grotões do País – a maioria na região amazônica. Todos os óbitos têm relação direta ou indireta com a repressão ditatorial. O documento será encaminhado às comissões da Verdade e dos Mortos e Desaparecidos Políticos, às quais cabe dar a última palavra no assunto. Continuar Lendo →

As garras do Brasil na Operação Condor | Observatório da Imprensa

10/07/2012

Por Luiz Cláudio Cunha

Comunicação ao Seminário Internacional sobre a Operação Condor, Câmara dos Deputados, Brasília (DF), 5/7/2012

A mais longa ditadura da maior nação do continente não poderia ficar de fora do clube mais sinistro dos regimes militares da América do Sul. O Brasil dos generais do regime de 1964 estava lá, de corpo e alma, na reunião secreta em Santiago do Chile, em novembro de 1975, que criou a Operação Condor.

Nascia a mais articulada e mais ampla manifestação de terrorismo de Estado na história mundial. Nunca houve uma coordenação tão extensa entre tantos países para um combate tão impiedoso e sangrento a grupos de dissensão política ou de luta armada, confrontados à margem das leis por técnicas consagradas no submundo do crime. Continuar Lendo →

Um gigante contra a ditadura | Observatório da Imprensa

19/06/2012

Por Fábio de Oliveira Ribeiro

“Em 14/06/2012 José Carlos Dias, já na qualidade de membro da Comissão da Verdade, deu uma entrevista histórica ao Jornal da Gazeta. E desfez a polêmica resultante da matéria que foi publicada por um jornal, em que suas palavras teriam sido mal interpretadas.”

Ao Jornal da Gazeta, o venerando advogado que já presidiu a OAB disse que:

1) Não há qualquer irregularidade na nomeação dos membros da Comissão da Verdade pela presidenta porque ela foi eleita pelo povo brasileiro e o representa. Além disto, as pessoas nomeadas para a CV têm orientações profissionais e políticas bastante distintas.

2) A CV só investigará as violações de direitos humanos praticadas por agentes do Estado. Os crimes eventualmente cometidos por aqueles que participaram da luta armada contra a ditadura já foram investigados e julgados, inclusive com excessos.

3) A Anistia não será objeto de discussão na CV porque isto está fora de sua atribuição legal. Não compete à CV julgar as pessoas envolvidas nos fatos que serão investigados.

4) Todos os documentos poderão ser consultados pela CV. A destruição de documentos referentes à Guerrilha do Araguaia será investigada e os eventuais responsáveis pela mesma serão identificados. Continuar Lendo →

Encontro com a banalidade do mal | Observatório da Imprensa

05/06/2012

Por Alberto Dines na edição 697

O livro Memórias de uma guerra suja foi lido numa madrugada, sem interrupção. A impressão que ficou do relato dos repórteres Rogério Medeiros e Marcelo Netto sobre o matador Cláudio Guerra, ex-delegado do DOPS de Vitória, foi a de um burocrata, matador frio, implacável, algo cínico. Também poderia ser um iluminado pela fé que busca a misericórdia divina.

São as mais tenebrosas confissões da história recente do Brasil. O homem que perpetrou tantos assassinatos e cremou tantos cadáveres de presos políticos, no entanto, afirma: “Sou contra a tortura, nunca torturei”. Executou mais de vinte, ainda não sabe ao certo.

Os autores do livro foram ao programa de TV do Observatório da Imprensa em 22 de maio (ver aqui) e, no estúdio, Rogério Medeiros prometeu uma aproximação com o matador. Na segunda-feira (4/6), num apartamento nos arredores de Vitória, um sujeito atarracado, barrigudo, manso e cujo sotaque mineiro torna sua aparência mais pacata, disse que não tem medo de morrer. Sabe muito mais e contará tudo à Comissão da Verdade.
Continuar Lendo →

Memórias da ditadura | Observatório da Imprensa

05/06/2012

Alberto Dines | Programa nº 642

ANOS DE CHUMBO – Parte 1 de 1

Bem-vindos ao Observatório da Imprensa.

Estou em Vitória e aqui, nos arredores da cidade, acabo de ouvir um dos mais tenebrosos depoimentos, talvez uma das confissões mais fortes, mais dramáticas da história recente do Brasil.

Cláudio Guerra, ex-delegado do Dops, participou ativamente na repressão, no extermínio, na matança, não fez tortura mas atribui-se a ele mais de 20 mortes. Ele contou a sangue frio seu encontro com Deus e a vontade de ajudar a buscar a verdade.

Esta é uma história que a imprensa levantou quando saiu o livro “Memórias de uma guerra suja” mas não teve coragem de tocar. E se a imprensa não levantar, essa história pode acabar mal. (Alberto Dines)

_

http://www.observatoriodaimprensa.com.br/videos/view/memorias_de_um_matador

Jornal da ditabranda vende peixe podre | Observatório da Imprensa

http://observatoriodaimprensa.com.br/news/view/_ed695_jornal_da_ditabranda_vende_peixe_podre

22/05/2012

Por Celso Lungaretti na edição 695

Reproduzido do blog do autor

Sempre que estão em evidência no noticiário as atrocidades e execuções perpetradas pelo regime militar, as viúvas da ditadura requentam os mesmíssimos episódios de vítimas dos grupos armados, apostando na desinformação dos brasileiros. Realmente, por aqui poucos sabem que, através dos tempos, todas as vezes em que cidadãos comuns pegaram em armas contra tiranias registraram-se erros e acasos infelizes, sem que isto descaracterizasse o fundamental: o de uns estarem utilizando a violência desmedidamente para manter o despotismo e outros seletivamente para o combater. E a indústria cultural tudo faz para que tal conhecimento continue restrito a minorias. Continuar Lendo →

Memórias de uma guerra suja | Parte 4 | Observatório da Imprensa

22/05/2012

Alberto Dines | Programa nº 64o

CONFISSÕES DE UM CARRASCO – Parte 4 de 4

Continuar Lendo →

Memórias de uma guerra suja | Parte 3 | Observatório da Imprensa

22/05/2012

Alberto Dines | Programa nº 64o

CONFISSÕES DE UM CARRASCO – Parte 3 de 4

Continuar Lendo →

Memórias de uma guerra suja | Parte 2 | Observatório da Imprensa

22/05/2012

Alberto Dines | Programa nº 64o

CONFISSÕES DE UM CARRASCO – Parte 2 de 4 Continuar Lendo →

Memórias de uma guerra suja | Parte 1 | Observatório da Imprensa

22/05/2012

Alberto Dines | Programa nº 64o

CONFISSÕES DE UM CARRASCO – Parte 1 de 4
Continuar Lendo →

%d blogueiros gostam disto: