Arquivos Mensais: setembro \30\UTC 2012

Três Passos, uma cidade que foi torturada pela ditadura | Carta Maior

Continuar Lendo →

Anúncios

Livro de ex-ministro de Allende provoca debate sobre Comissão da Verdade | Rede Brasil Atual

Continuar Lendo →

Milton Nascimento comemora cinco décadas de carreira | Folha de São Paulo

Continuar Lendo →

Faculdade de Direito da USP aprova ‘Comissão da Verdade’ na instituição | Folha de São Paulo

Continuar Lendo →

SDH identifica cerca de 1,2 mil camponeses mortos e desaparecidos entre 1961 e 1988 | Agência Brasil

Continuar Lendo →

Comissão da Verdade só colheu dois depoimentos formais de agentes da repressão | Carta Maior

Continuar Lendo →

Ditadura matou 1.196 camponeses, mas Estado só reconhece 29 | Carta Maior

26/09/2012

Financiada pelo latifúndio, a ditadura “terceirizou” mortes e desaparecimentos forçados de camponeses. O resultado disso é uma enorme dificuldade de se comprovar a responsabilidade do Estado pelos crimes. Estudo inédito da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência revela que 97,6% dos 1.196 camponeses vítimas do regime foram alijados do direito à memória, à verdade e à reparação. Os dados serão apresentados à Comissão Nacional da Verdade para embasar investigações que possam alterar este quadro de exclusão.

Najla Passos

Brasília – Financiada pelo latifúndio, a ditadura “terceirizou” prisões, torturas, mortes e desaparecimentos forçados de camponeses que se insurgiram contra o regime e contra as péssimas condições de trabalho no campo brasileiro. O resultado disso é uma enorme dificuldade de se comprovar a responsabilidade do Estado pelos crimes: 97,6% dos camponeses mortos e desparecidos na ditadura militar foram alijados da justiça de transição. “É uma exclusão brutal”, afirma o coordenador do Projeto Memória e Verdade da Secretaria de Direitos Humanos (SDH) da Presidência, Gilney Viana, autor de estudo inédito sobre o tema. Continuar Lendo →

Aumenta pressão sobre Cabral pela criação da Comissão da Verdade no Rio | Rede Brasil Atual

26/09/2012 | 12h15

Deputados impedem votação na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro e causam descontentamento na CNV e no Planalto. Governador recebe hoje a OAB

Por Maurício Thuswohl

Rio de Janeiro – São cada vez maiores as pressões sobre o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), por conta da demora do estado em criar a sua comissão da verdade para investigar os crimes cometidos pelas forças oficiais de repressão durante a ditadura militar. A demora acontece porque Cabral decidiu não criar a Comissão Estadual da Verdade por decreto, como fizeram outros governadores, e delegou à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) a tarefa de aprovar uma lei nesse sentido.

Após algumas tentativas, no entanto, a maioria governista da Alerj não permite que o projeto de lei seja votado em plenário, fato que tem causado irritação em entidades da sociedade civil, na Comissão Nacional da Verdade (CNV) e até mesmo no Palácio do Planalto. Continuar Lendo →

Filho de procurador que apurou crimes contra índios na ditadura diz que pai é personagem esquecido da história | Agência Brasil

26/09/2012 | 11h46

Alex Rodrigues
Repórter da Agência Brasil

Brasília – “Meu pai, hoje, é um personagem convenientemente esquecido da história, apesar de seu trabalho, na época, ter tido repercussão internacional”, lamenta o advogado Jader de Figueiredo Correia Junior ao falar sobre o pai, o ex-procurador Jader de Figueiredo Correia, que presidiu, entre 1967 e 1968, o grupo encarregado de percorrer o país e apurar denúncias de crimes cometidos contra a população indígena durante o regime militar. Após quase um ano de apuração, o então procurador produziu um extenso documento que ficou conhecido como Relatório Figueiredo. Segundo a versão mais conhecida, as cerca de 5 mil páginas foram consumidas por um incêndio no Ministério do Interior.

A importância do documento voltou a ser discutida com a decisão da Comissão da Verdade de investigar os crimes cometidos contra a população indígena entre 1946 e 1988. Até 1967, o principal órgão responsável pela condução da política indigenista era o Serviço de Proteção aos Índios (SPI), sobre o qual Figueiredo afirmou, em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), em junho de 1968, “não ser difícil apurar os criminosos do SPI, mas, sim, os inocentes”. Continuar Lendo →

Integrante da Comissão da Verdade defende investigação de supostas violações contra índios | Agência Brasil

26/09/2012 | 6h17

Alex Rodrigues
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Membro da Comissão Nacional da Verdade, a psicanalista Maria Rita Kehl defende que existem indícios suficientes para justificar a investigação de denúncias de violação contra populações indígenas entre 1946 e 1988. “A comissão ainda está coletando os primeiros elementos para remontar o que de fato ocorreu nesse período, mas, aos poucos, fui percebendo que há um vasto campo de investigação de violações dos direitos das populações indígenas que, na época, eram consideradas mero obstáculo ao desenvolvimento”, disse Maria Rita, responsável por apurar supostas violações contra populações indígenas no período.

Ao citar algumas das antigas denúncias e relatos a respeito de abusos e crimes praticados contra os índios (principalmente após 1964, quando os militares tomaram o poder), Maria Rita adiantou que o “problema” da comissão é sistematizar e analisar todas as denúncias e informações produzidas ao longo das últimas décadas para tentar chegar à verdade. Continuar Lendo →

Acordo entre comissão da verdade nacional e de SP põe 140 casos sob investigação | Carta Maior

25/09/2012

Ficou acertado que um acordo de cooperação será firmado na primeira quinzena de outubro. Durante o encontro realizado na capital paulista, a Comissão Estadual entregou à CNV uma lista dos 140 casos de mortes e desaparecimentos ocorridos durante a ditadura miliar.

Da Rerdação*

São Paulo – A Comissão Nacional da Verdade (CNV) e Comissão Estadual da Verdade Rubens Paiva, de São Paulo, atuarão juntas em 140 casos de mortes e desaparecimentos. As bases da cooperação entre os dois colegiados foram firmadas na tarde desta segunda-feira (24). Ficou acertado que um acordo de cooperação será assinado na primeira quinzena de outubro. Continuar Lendo →

Justiça manda retificar a causa da morte de Herzog | Folha de São Paulo

24/09/2012 | 23h34

EDUARDO GERAQUE
DE SÃO PAULO

A certidão de óbito do jornalista Vladimir Herzog (1937-1975) será alterada. Por decisão judicial, divulgada ontem, a causa do óbito terá uma nova explicação.

Em vez de suicídio, estará escrito: “A morte decorreu de lesões e maus-tratos sofridos em dependência do II-Exército – SP (DOI-Codi)”.

O juiz Márcio Bonilha Filho, da 2ª Vara de Registros Públicos de São Paulo, acatou um pedido da viúva de Herzog, Clarice, e da Comissão da Verdade. Continuar Lendo →

Primeiro registro sobre a Guerrilha do Araguaia na imprensa faz 40 anos | Agência Brasil

24/09/2012 | 21h30

Luciano Nascimento
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Há exatos 40 anos, no dia 24 de setembro de 1972, o Brasil tomava conhecimento de um dos eventos mais expressivos de nossa história recente. Nesse dia, foi publicada a primeira matéria sobre a Guerrilha do Araguaia. O texto do jornal O Estado de S. Paulo saiu cinco meses após o Exército Brasileiro ter deflagrado, na margem esquerda do Rio Araguaia, na divisa dos estados do Maranhão, Pará e de Goiás (hoje do Tocantins), a operação que resultaria na morte de quase uma centena de pessoas.

Considerada um “grande drible” na censura que vigorava na época, a reportagem relatava as atividades das Forças Armadas na região, especialmente em Xambioá, transformada “em uma grande praça de guerra” onde “caminhões, jipes, oficiais e soldados” circulavam “fortemente armados”. Continuar Lendo →

Comissão da Verdade vai investigar empresas que financiaram ditadura | O Globo

24/09/2012 | 18h41

Uma consultoria de nome ‘CIA’ será a primeira investigada pelos membros da comissão

Tatiana Farah
SÃO PAULO – A Comissão Nacional da Verdade (CNV) vai investigar empresas e empresários que ajudaram a financiar o aparato de repressão durante o regime militar no Brasil. Integrantes da comissão informaram nesta segunda-feira que a primeira a ser investigada é uma consultoria que atuou em São Paulo nos anos 70, com o nome de CIA, arrecadando recursos entre as grandes empresas para patrocinar órgãos clandestinos como a Operação Bandeirantes (OBan).

Além de buscar os financiadores dos aparelhos de repressão, a comissão pretende mapear e ouvir os militares que foram afastados de suas funções durante o regime militar, em busca de informações sobre os responsáveis por crimes da ditadura. Segundo a comissão, há dificuldade de diálogo com os comandantes das Forças Armadas. A maior parte das requisições da CNV é sucedida por uma resposta padrão dos militares de que os arquivos foram incinerados. Continuar Lendo →

“Operação Condor vai receber uma enorme atenção”, diz membro da Comissão da Verdade brasileira | Opera Mundi

23/09/2012 | 8h

Paulo Sérgio Pinheiro ressalta que colaboração dos países sul-americanos será fundamental para trabalho do grupo

Maycon Stähelin

Evento em que foi oficializada a criação da Comissão da Nacional da Verdade pela presidente Dilma Rousseff

Na primeira semana de setembro, os membros da CNV (Comissão Nacional da Verdade), instalada em março deste ano para apurar violações aos direitos humanos ocorridas entre 1946 e 1988, com destaque para o período da ditadura militar (1964-1985), participaram de um seminário em Brasília para debater e conhecer melhor as experiências de outras comissões da verdade nas Américas.

Um dos sete membros nomeados para a CNV pela presidenta Dilma Rousseff, Paulo Sérgio Pinheiro disse, em entrevista ao Opera Mundi, que um dos focos das investigações da comissão será a Operação Condor, a articulação entre os aparelhos repressores de Brasil, Argentina, Uruguai e Chile. “Na Operação Condor, o Brasil foi muito esperto, não deixou muitas marcas, não assinava acordos informais nesse sentido”, e por isso a cooperação com esses países será fundamental para conseguir informações, afirmou.

Doutor em Ciência Política pela Universidade de Paris, Pinheiro foi secretário de Estado de Direitos Humanos no governo Fernando Henrique Cardoso e integrou o grupo de trabalho nomeado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que preparou o projeto de lei da Comissão Nacional da Verdade. Continuar Lendo →

Prédio é disputado por Conseg e Comissão | Diário de São Paulo

23/09/2012 | 7h

Comunidade da Bela Vista quer instalar no local, que já foi da Justiça Militar, companhia da PM Fernando Granato

Fernando Granato

A comunidade do bairro da Bela Vista, no centro, está em pé de guerra com os deputados da Comissão da Verdade da Assembleia Legislativa de São Paulo. O alvo da briga é um edifício amarelo e marrom, de arquitetura eclética, instalado no número 1.249 da Avenida Brigadeiro Luís Antônio.

A comunidade, por meio do Conseg (Conselho Comunitário de Segurança), quer instalar no prédio, que já abrigou a 2 Auditoria da Justiça Militar, uma companhia da Polícia Militar – a que atende o bairro, a 1 Companhia, está bem distante dali, na Rua Vergueiro. Continuar Lendo →

Comissão Nacional da Verdade contará com a contribuição dos psicólogos | Rede Brasil Atual

22/09/2012 | 13h10

Profissão que já foi considerada artigo supérfluo para ‘madame desocupada’, a psicologia é hoje uma parceira de peso nos movimentos em defesa dos direitos humanos

Por Cida Oliveira

Paulo Vannuchi (ao centro) pediu que os psicólogos enviem relatos que sirvam à apuração sobre as violações cometidas pelos agentes da repressão (Foto: Roberto Parizotti)

São Paulo – Da mesma maneira que a psicologia ajuda a pessoa a conhecer a si própria e assim mudar seu comportamento diante da realidade, reduzindo angústia e sofrimento, a Comissão Nacional da Verdade permite que a nação examine a si mesma para entender o que significou a ditadura (1964-85) e para que o episódio nunca mais se repita. Foi com essa comparação que Paulo Vanucchi, ex-ministro de da Secretaria de Direitos Humanos e colunista da Rádio Brasil Atual, encerrou sua participação no debate sobre os direitos humanos na psicologia brasileira, realizado ontem (21), durante a 2ª Mostra Nacional de Práticas em Psicologia.

Vanucchi agradeceu ao Conselho Federal de Psicologia pela parceria de seus profissionais nos últimos anos, quando a categoria passou a militar em defesa dos interesses sociais e, principalmente, pela colaboração na Comissão da Verdade. “Tanto a psicologia brasileira consolidou seu papel na defesa dos direitos humanos que a presidenta Dilma Rousseff chamou para a Comissão a psicóloga Maria Rita Kehl”, lembrou o ex-ministro, que conclamou os psicólogos a colaborarem com com textos sobre a ditadura a partir de relato daqueles que foram presos, torturados, exilados. Continuar Lendo →

Comissão da Verdade inicia investigações sobre a Operação Condor | R7

21/09/2012 | 22h40

Começou na funcionar n esta semana o grupo de trabalho criado pela Comissão da Verdade que vai investigar as atividades da chamada Operação Condor, uma aliança feita em 1975, entre as ditaduras militares do Brasil, Argentina, Chile, Paraguai, Uruguai e Bolívia para vigiar e eliminar opositores. O trabalho pretende abordar as mortes dos ex-presidentes João Goulart e Juscelino Kubitschek.

Confira o vídeo aqui.

Sábado Resistente destaca centenário de militantes | Brasil de Fato

21/09/2012

Apolonio de Carvalho, Rolando Frati e Maurício Grabois completariam, em 2012, 100 anos de vida; homenagem será neste sábado (22) no Memorial da Resistência, em São Paulo

Da redação

Será realizada neste sábado (22) mais uma edição do Sábado Resistente. O tema deste encontro será “Três vidas de militância: Apolonio, Frati e Grabois – 100 anos”.

Apolonio de Carvalho, Rolando Frati e Maurício Grabois completariam, em 2012, 100 anos de vida. Os três foram líderes políticos e ativistas contra as ditaduras, tanto na mais recente, iniciada em 1964, como também na de Getúlio Vargas durante o chamado Estado Novo. Também foram internacionalistas, cada um à sua maneira, e defenderam os valores e princípios da Democracia e do antifascismo. Continuar Lendo →

Comissão da Verdade ouve depoimento do ex-major da PM Jose Ferreira dos Anjos | TV Globo

20/09/2012

Confira o vídeo aqui

%d blogueiros gostam disto: