Arquivos de Tag: grupo tortura nunca mais rio de janeiro – gtnm-rj

Assembleia Legislativa fluminense homenageia militares perseguidos pela ditadura | Agência Brasil

Continuar Lendo →

Vídeo | Caminhos da Reportagem – Crimes da Ditadura | TV Brasil

10/10/2012

Continuar Lendo →

Livro de ex-ministro de Allende provoca debate sobre Comissão da Verdade | Rede Brasil Atual

Continuar Lendo →

Comissão da Verdade não fará nada sozinha, diz Fonteles | Carta Maior

O ex-Procurador Geral da República, Claudio Fonteles, fala sobre o trabalho da Comissão Nacional da Verdade e reforça a importância da mobilização social para uma real superação dos desafios postos. Entre eles, destaca a criação de uma cultura que nunca mais admita o Estado ditatorial e que repense o papel das Forças Armadas. “O fundamental é criarmos uma rede de cidadania de sorte que não só a nossa geração, mas a geração dos meus filhos, dos meus netos, dos meus bisnetos, dos bisnetos dos meus bisnetos”.

Vinicius Mansur

Brasília – Cético, mas entusiasmado. Estes dois adjetivos aparentemente paradoxais se misturam quando Cláudio Fonteles analisa a missão da Comissão Nacional da Verdade (CNV), da qual é um dos sete membros. “A CNV em si, por si, sozinha, não vai a lugar nenhum, não vai fazer absolutamente nada, o resultado será zero”, introduz o assunto o primeiro procurador-geral da República nomeado pelo governo Lula, agora aposentado pelo Ministério Público. Continuar Lendo →

Comissão da Verdade rebate críticas de ONGs | Estadão

13/08/2012 | 20h09

Organizações criticaram o sigilo nos trabalhos da CNV e a incapacidade para punir

Wilson Tosta

Integrantes da Comissão Nacional da Verdade (CNV), que investiga violações de direitos humanos ocorridas durante o regime militar (1964-1985), reagiram nesta segunda-feira, 13, de forma incisiva a acusações de ativistas de que têm poderes limitados e não apurarão os crimes da ditadura.   Em audiência pública, depois de ouvirem protestos emocionados contra o recurso ao sigilo em parte dos seus trabalhos e críticas à sua falta de capacidade legal para punir, membros da CNV repudiaram o que chamaram de “tom acusatório” dos militantes de direitos humanos. As críticas ao órgão foram feitas, entre outros, por Cecília Coimbra, do Grupo Tortura Nunca Mais do Rio, que atacou a lei que criou a comissão e a acusou de “manter a confidencialidade” de torturadores.

“Acho um pouco cansativo escutar que a Comissão Nacional da Verdade está envolvida numa tentativa de produzir o esquecimento e que vamos conciliar com o sigilo”, declarou Paulo Sérgio Pinheiro, o mais exaltado ao rebater as críticas, na reunião na sede da Ordem dos Advogados do Brasil/Seccional Rio de Janeiro, chamando-as de teoria conspiratória. A audiência às vezes foi marcada pelo tom de comício, com palavras de ordem como “Cadeia já/para os fascistas do regime militar” gritadas por militantes. Continuar Lendo →

Comissão da Verdade quer criação de memoriais em prédios onde presos foram torturados no Rio de Janeiro | Agência Brasil

13/08/2012 | 17h50

Isabela Vieira
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – A Comissão Nacional da Verdade quer que o governo do Rio de Janeiro tombe prédios e crie memoriais em locais usados pelo regime militar como centros de tortura de presos políticos. A informação é do coordenador da comissão, Gilson Dipp, e atende a reivindicação de organizações da sociedade.

A exemplo do Museu da Resistência, criado em São Paulo na antiga sede do Departamento de Ordem e Política Social (Dops), em 2009, o coordenador avalia que memoriais ajudam a contar a história do país. “De todos esses locais, os mais importantes, na nossa proposição, é que se tornem relíquias, quanta gente nunca ouvi falar da repressão militar?”, perguntou Dipp. Continuar Lendo →

Protesto no Rio termina com parte da estátua do general Castelo Branco pintada de vermelho-sangue | Agência Brasil

29/07/2012 | 18h57

Guilherme Jeronymo
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – Protesto realizado pela Articulação Estadual pela Memória, Verdade e Justiça, uma frente de organizações populares, além de partidos, entidades estudantis e pela organização não governamental (ONG) Tortura Nunca Mais terminou na manhã de hoje (29) com o que chamaram de “esculacho” da estátua do marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, primeiro governante militar após o golpe militar de 1964.

Os participantes iniciaram o protesto com uma caminhada que cruzou algumas ruas do bairro de Copacabana, terminando no Posto 3, na Praia do Leme, onde está localizado o monumento. No local,  os manifestantes apresentaram o que denominaram “crimes” do militar (que nunca teve acusação formal, ainda que póstuma, ou julgamento). Continuar Lendo →

Sociedade civil faz mutirão pelo Grupo Tortura Nunca Mais | Carta Maior

24/07/2012

Diversas entidades da sociedade civil deram uma grande mostra de solidariedade ao Grupo Tortura Nunca Mais do Rio de Janeiro na segunda-feira (23), quando espontaneamente fizeram um mutirão de limpeza e participaram da reunião semanal na sede do grupo. Na sexta-feira (20) a sede do grupo foi invadida e furtada. Entidades enviarão uma carta à Presidência da República prestando solidariedade ao grupo e exigindo a apuração dos fatos.

Rodrigo Otávio

Rio de Janeiro – Populares e diversas entidades da sociedade civil deram uma grande mostra de solidariedade ao Grupo Tortura Nunca Mais do Rio de Janeiro na segunda-feira (23), quando espontaneamente fizeram um mutirão de limpeza e participaram da reunião semanal na sede do grupo. Na sexta-feira (20) a sede do grupo foi invadida e furtada. No dia 11, o grupo havia sido vítima de uma ameaça telefônica, quando uma voz masculina informou: “estou ligando para dizer que nós vamos voltar e que isso aí vai acabar”. Uma das decisões tomada pelas cerca de 50 pessoas e 15 entidades que participaram da reunião de segunda-feira foi o envio de uma carta aberta à Presidência da República prestando solidariedade ao grupo e exigindo a apuração dos fatos. O Grupo Tortura Nunca Mais não será signatário da carta. Continuar Lendo →

Ameaças ao Tortura Nunca Mais são repudiadas pela Secretaria de Direitos Humanos | Agência Brasil

20/07/2012 | 19h12

Heloisa Cristaldo
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República divulgou hoje (20) nota de repúdio contra as ameaças anônimas recebidas pelo Grupo Tortura Nunca Mais. A pasta solicitou que a Polícia Federal acompanhe as investigações e a ocorrência da invasão da sede da entidade no Rio de Janeiro.

Para a ministra Maria do Rosário, “diante dos fatos ocorridos, consideramos inaceitável o ataque a uma entidade que realiza um trabalho fundamental na defesa dos direitos humanos (…) Mais grave se torna o fato diante da dedicação do Grupo Tortura Nunca Mais à democracia e à recuperação histórica dos fatos ocorridos no Brasil durante a ditadura militar (1964-1985), e no combate à tortura nos dias de hoje”. Continuar Lendo →

Tortura Nunca Mais do Rio sofre ameaça anônima | Rede Brasil Atual

13/07/2012 | 23h33

Áudio: Link | Download

Na última quarta-feira, 11, o Grupo Tortura Nunca Mais do Rio de Janeiro recebeu uma ligação anônima. Do outro lado da linha, uma voz masculina afirmava: “Tomem cuidado, porque isso vai acabar. E nós vamos voltar”. No mesmo dia, também no Rio de Janeiro, um grupo de militares do 1º Batalhão da Polícia do Exército da rua Barão de Mesquita, sede do antigo DOI-Codi carioca, faz apologia à tortura. O Ministério da Defesa repudiou a atitude dos militares. Reportagem de Lúcia Rodrigues.

_

http://www.redebrasilatual.com.br/radio/programas/jornal-brasil-atual/tortura-nunca-mais-do-rio-sofre-ameaca-anonima

No Dia Mundial contra a Tortura, ONGs defendem punição de torturadores | Jornal do Brasil

26/06/2012 | 21h36

Luciano Pádua

Na data em que a ONU estipulou como Dia Mundial em Apoio às Vítimas de Tortura, nesta terça-feira (26), o governo brasileiro voltou a ser criticado pelo atraso nas investigações sobre os crimes de tortura ocorridos na ditadura militar. Para Organizações Não Governamentais e entidades que lutam pelos Direitos Humanos a busca pela verdade e o resgate das informações ocultadas na época é essencial para não se perder a memória social do país. Elas cobram a punição dos torturadores e denunciam ainda que a tortura no Brasil continua existindo nos dias de hoje, especialmente em presídios.   Continuar Lendo →

O caminho da verdade | Rede Brasil Atual

20/06/2012

As dores são contínuas. Mas algumas ações parecem mostrar que o país está mudando, para que os traumas da história sejam reconhecidos e entendidos. E não se repitam

Por Vitor Nuzzi

A usina Cambaíba, onde a ditadura teria incinerado corpos de opositores

A região canavieira do Rio de Janeiro está em decadência. No norte do estado, em direção ao Espírito Santo, estão os escombros da usina Cambahyba, que voltaram ao noticiário recente após declarações de um ex-delegado do Dops capixaba, Cláudio Guerra: o local teria sido usado para incinerar corpos de combatentes presos pela ditadura.

Alucinação, tentativa de despiste ou revelação macabra? “O que diz essa figura, esse humanista súbito, é perfeitamente plausível. O fato de ele não constar nos documentos mostra que ainda há muitas lacunas. Se 5% do que diz for verdade, ele é um mini-Goebbels”, afirma o jornalista Eric Nepomuceno, referindo-se ao ministro nazista. “Se for mais de 5%, é um genocida.”  Continuar Lendo →

%d blogueiros gostam disto: