Arquivos de Tag: maria amélia de almeida teles – amelinha teles

Comissão Nacional da Verdade endossa pedido para que USP reveja decisão que afirma que desaparecida “abandonou função” | CNV

Continuar Lendo →

Justiça mantém sentença de Coronel | TV Brasil

14/08/2012

Justiça reconhece coronel Ustra como torturador da ditadura militar | TVT

14/08/2012

“Essa vitória não é só da família Teles, é de todo o Brasil” | Carta Maior

14/08/2012

Ex-presos políticos, familiares de mortos e desaparecidos políticos, ativistas de direitos humanos e movimentos sociais realizaram nesta terça-feira (14) um ato contra Carlos Brilhante Ustra em frente ao Tribunal de Justiça de São Paulo, no mesmo momento em que seu recurso contra a sentença que o declarou torturador era julgado.

Isabel Harari

São Paulo – “Essa vitória não é só da família Teles, é de todo o Brasil”, disse Criméia Schmidt de Almeida ao microfone logo após o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) negar nesta terça-feira (14) o recurso do coronel reformado do Exército Carlos Brilhante Ustra contra a sentença que o declarou torturador de três integrantes da família Teles – Crimeia entre eles –, em outubro de 2008. Continuar Lendo →

TJ nega recurso de Ustra contra sentença que o declara torturador | Carta Maior

14/08/2012

Tribunal de Justiça paulista nega recurso contra sentença de outubro de 2010 que declarou o ex-comandante do DOI-Codi culpado pela tortura de três integrantes da família Teles nas dependências do órgão. Segundo entidades de direitos humanos, no período em que Ustra esteve à frente da unidade foram torturados no local 502 presos políticos, 40 dos quais morreram em decorrência dos abusos.

Da Redação

São Paulo – O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) negou nesta terça-feira (14) um recurso do coronel reformado do Exército Carlos Brilhante Ustra contra a sentença, de outubro de 2010, que o declarou culpado pela tortura de três integrantes da família Teles, nas dependências do DOI-Codi (Destacamento de Operações e Informações – Centro de Operações de Defesa Interna), órgão de repressão da ditadura então comandado pelo réu. Continuar Lendo →

Por unanimidade, Justiça condena o coronel Brilhante Ustra como torturador | Viomundo

14/08/2012 | 12h07

O coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, o mais notório torturador da ditadura militar, segundo o professor Fábio Konder Comparato

O juiz Gustavo Teodoro considerou procedente a ação da família Teles e declarou oficialmente Ustra torturador. Os Teles: Janaína, Edson, Amelinha e César

Amelinha Teles: “É preciso botar um fim na impunidade dos torturadores da ditadura militar”

Atualização às 14h18: Por unanimidade (3 a zero), o Tribunal de Justiça de São Paulo condenou o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra como torturador. A informação nos foi passada, em primeira mão, por Antonio Carlos Fon, jornalista e ex-preso político, que acompanhava o julgamento.

Fim da impunidade para o mais notório torturador da ditadura militar. Vitória histórica.

Abaixo a matéria que postamos antes do julgamento. Uma entrevista com a ex-presa política Amelinha Teles, torturada pessoalmente por Ustra, assim como o seu companheiro César Teles e a irmã Criméia de Almeida. Ustra levou ainda os dois filhos de Amelinha — na época, Janaína tinha 5 anos de idade e Edson, 4 –  ao DOI-Codi/SP, de camburão, para pressionar psicologicamente os pais. Eles viram a mãe na cadeira do dragão. Continuar Lendo →

Recurso de Ustra será julgado nesta terça-feira | Correio do Brasil

13/08/2012 | 18h39

Coronel e ex-comandante do DOI-Codi tenta reverter sentença favorável dada em 2008 à família Teles, na qual foi declarado torturador; decisão depende de desembargadores do TJ-SP

da Redação

Um ato em apoio à decisão da primeira instância que, em 2008, declarou o coronel Brilhante Ustra torturador, acontecerá nesta terça-feira (14), a partir do meio-dia, em frente ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), na praça Clóvis, ao lado da praça da Sé (SP). No mesmo horário, desembargadores estarão reunidos para confirmar a sentença ou absolver o coronel.

O julgamento do recurso impetrado por Ustra, na segunda instância, estava inicialmente marcado para o dia 7 da semana passada, mas foi adiado pelos próprios desembargadores da 1ª Câmara de Direito Privado para esta terça-feira. Um dos argumentos que Ustra utilizará é que a decisão judicial desrespeita a Lei da Anistia de 1979. Continuar Lendo →

Vítimas da ditadura debatem sobre a Lei da Anistia | R7

24/07/2012 | 9h33

Mãe e filha entraram com ação contra o coronel Ustra

A Lei da Anistia no Brasil perdoa para sempre quem violou os Direitos Humanos. Agora, o Tribunal de Justiça de São Paulo tem em mãos uma decisão histórica. Membros da família Teles entraram com ação contra o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, responsável por uma das casas de tortura em São Paulo durante a ditadura militar, a “casa dos horrores”.

Maria Amélia Teles foi presa durante a ditadura por fazer parte da imprensa do Partido Comunista do Brasil, que denunciava os abusos cometidos pelos militares e divulgava informações sobre a guerrilha do Araguaia. Janaína Teles também foi presa, um dia depois da mãe, quando tinha 5 anos.

Maria Amélia foi testemunha das ações de Ustra. Quando ela foi presa, o coronel levou seus dois filhos para vê-la torturada. Janaína lembra de momentos em que não conseguia dar um abraço em seus pais.

— Eu não me lembro de vários detalhes, mas eu me lembro de um segundo momento em que fomos levados para uma cela. A gente tentou abraça-los, conversar, e eles mal reagiram. Estavam muito debilitados. E isso eu achei muito estranho.

Paulo Henrique Amorim conversou com Maria Amélia e Janaína para debater sobre os crimes cometidos durante a ditadura.

Assista à entrevista completa Continuar Lendo →

Comissão da Verdade define cronograma de atividades | Portal da Câmara Municipal de São Paulo

13/07/2012 | 15h15

A Comissão da Verdade da Câmara Municipal, instalada para investigar as violações aos direitos humanos ocorridas em São Paulo durante o regime militar, divulgou o cronograma das atividades previstas para serem realizadas até o final do ano.

O próximo encontro está programado para o dia 19 de julho, quando os vereadores devem ouvir os ex-presos políticos Amélia Teles, Alcídio Buono e Raphael Martinelli. No dia 26, o colegiado receberá os advogados Egmar José de Oliveira, Luis Eduardo Greennhalgh, Idibal Pivetta e Airton Soares, que fizeram oposição ao regime. Continuar Lendo →

Evento | 15/07 | São Paulo | Seminário “A exceção e a regra”

Clique para ampliar

Comissão da Verdade descarta existência de ‘dois lados’ durante ditadura | Rede Brasil Atual

11/06/2012 | 20h37

Em reunião com familiares de mortos e desaparecidos, integrantes da Comissão asseguraram que irão investigar apenas as violações de direitos humanos cometidas por agentes do Estado

Por Tadeu Breda e João Peres

São Paulo – A Comissão Nacional da Verdade, nomeada pela presidenta Dilma Rousseff para investigar violações aos direitos humanos cometidas por agentes do Estado brasileiro entre 1946 e 1988, garantiu aos familiares de mortos e desaparecidos políticos reunidos hoje (11) na capital paulista que não trabalha com a hipótese de analisar crimes cometidos pelos “dois lados” durante a ditadura.

“Ficamos com uma expectativa muito boa, porque eles disseram que darão ênfase às vítimas da repressão”, relata Suzana Lisboa, membro da Comissão de Familiares de Mortos e Desaparecidos Políticos, organização fundada na década de 1970, ainda durante o regime. “Eles deixaram claro que não existe essa história de ‘dois lados’. Não há o que discutir, as pessoas que lutaram pela liberdade foram massacradas pela ditadura.”
Continuar Lendo →

SP: julgamento de coronel condenado por tortura é adiado | Terra

http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI5788994-EI306,00-SP+julgamento+de+coronel+condenado+por+tortura+e+adiado.html

22/05/2012 | 17h54

Conhecidos da família do jornalista Luís Eduardo Merlino fizeram um protesto contra a anistia para torturadores | Foto: Edu Chaves/Futura Press

O desembargador e relator Rui Cascaldi pediu nesta terça-feira vista do recurso de apelação movido pelo coronel da reserva Carlos Brilhante Ustra contra a sentença de primeira instância na qual ele foi reconhecido como torturador. O desembargador decidiu adiar o julgamento de apelação, após sustentação oral feita pelo advogado Fabio Konder Comparato, que defende a família Teles, autora da ação. Não há prazo para que o tribunal volte a julgar o recurso. Continuar Lendo →

Manifestantes fazem ato em SP para cobrar instalação da Comissão da Verdade | Rede Brasil Atual

http://www.redebrasilatual.com.br/radio/programas/jornal-brasil-atual/manifestantes-fazem-ato-em-sp-para-cobrar-instalacao-da-comissao-da-verdade/

27/04/2012 | 8h14

Áudio

Ativistas de direitos humanos, ex-presos políticos e parentes de mortos e desaparecidos políticos realizam protesto nesta sexta-feira, 27, para cobrar da presidente, Dilma Rousseff, a instalação da Comissão da Verdade, que deve investigar os crimes praticados pela ditadura militar. A concentração acontece no Vão Livre do Masp, o Museu de Arte de São Paulo, a partir das 16h30. De lá, os manifestantes seguem em passeata até o escritório da Presidência, onde protocolam carta dirigida a Dilma, com a reivindicação. Entrevista de Amelinha Teles à repórter Lúcia Rodrigues.

Torturadores da ditadura brasileira podem virar réus na Itália | Portal Vermelho

http://www.vermelho.org.br/mt/noticia.php?id_secao=1&id_noticia=180188

“A Lei de Anistia se aplica só na jurisdição do Brasil. A Itália não sancionou nenhuma lei que possa beneficiar os responsáveis pelos desaparecimentos de cidadãos italianos sequestrados no Brasil, vítimas do Operação Condor. Na Itália não estamos obrigados a perdoar os culpados”.

Categórico, o procurador Giancarlo Capaldo afirma, durante uma entrevista concedida em seu escritório em Roma, que “já fechamos a fase do inquérito sobre o Operação Condor e agora espero que o juiz considere que aportamos elementos suficientes para abrir um processo, talvez em abril, pode ser depois do dia 20 de abril, contra ex-militares e agentes dos serviços de inteligência brasileiros acusados de participar dos desaparecimentos dos ítalo-argentinos Horacio Domingo Campliglia Pedamonti e Lorenzo Ismael Viñas Gigli, sequestrados no Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, respectivamente. Continuar Lendo →

Manifestantes fazem ato diante da casa de legista da ditadura | R7

http://noticias.r7.com/brasil/noticias/manifestantes-fazem-ato-diante-da-casa-de-legista-da-ditadura-20120407.html

07/04/2012 | 17h02

Jovens e parentes de vítimas do regime cobram a instalação da Comissão da Verdade

Amanda Polato, do R7

Defensores de direitos humanos deixaram uma coroa de flores na casa de um antigo agente da ditadura militar

Neste sábado (7), 120 pessoas fizeram uma passeata na Vila Madalena, zona oeste de São Paulo, para protestar contra repressores da ditadura. Em defesa da Comissão da Verdade e pela punição dos agentes do regime militar, o grupo fez um ato na frente da casa de Harry Shibata, médico e diretor do IML (Instituto Médico Legal) entre 1976 e 1983. Continuar Lendo →

%d blogueiros gostam disto: