Arquivos Mensais: maio \31\UTC 2012

Comissão Nacional da Verdade volta a se reunir na próxima segunda-feira | Agência Brasil

31/05/2012 | 19h58

Alex Rodrigues
Repórter Agencia Brasil

Brasília – Criada para apurar os casos de violações aos direitos humanos ocorridos entre os anos de 1946 e 1988, a Comissão Nacional da Verdade, que ainda não tem o corpo de auxiliares técnicos constituído, volta a se reunir na próxima segunda-feira (4), em Brasília. A informação foi confirmada pela assessoria do coordenador da comissão, ministro Gilson Dipp, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Será a segunda vez que os sete integrantes nomeados pela presidenta Dilma Rousseff se reúnem desde que o grupo foi instalado, em 16 de maio.
Continuar Lendo →

MST pede desapropriação de usina que teria abrigado incineração de presos da ditadura | Rede Brasil Atual

31/05/2012 | 17h55

São Paulo – O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) está em campanha aberta pela desapropriação das fazendas pertencentes à usina Cambahyba, localizada no norte do Rio de Janeiro. De acordo com o livro “Memórias de uma Guerra Suja”, lançado em maio, o local teria sido utilizado pelos órgãos da repressão para dar um sumiço nos corpos de desaparecidos políticos durante a ditadura (1964-1985).

As ligações entre o regime e os proprietários da Cambahyba apareceram nos depoimentos de Cláudio Guerra, ex-delegado do Departamento de Ordem Política e Social (Dops), que revelou detalhes da repressão política aos jornalistas Rogério Medeiros e Marcello Neto, autores do livro. “O forno da usina era enorme. Ideal para transformar em cinzas qualquer vestígio humano”, diz um trecho da obra, citado pelo MST. “A usina passou, em contrapartida, a receber benefícios dos militares pelos bons serviços prestados.” Continuar Lendo →

Reforço para a Comissão da Verdade | Jornal do Brasil

31/05/2012 | 16h01

Diante da falta de ligação explícita entre os membros da Comissão da Verdade com pesquisas  relacionadas à ditadura e à violação de Direitos Humanos naquele período, a Casa Civil decidiu nomear um time de especialistas para assessorar os titulares do colegiado.

Já foram nomeados o advogado José Roberto Antonini, a historiadora Heloísa Maria Murgel Starling e a socióloga Nadine Monteiro Borges, todos com estudos sobre o tema no currículo.

A avaliação do Planalto é que, sem essa ajuda, a comissão iria patinar muito até chegar a algum lugar.

http://www.jb.com.br/anna-ramalho/noticias/2012/05/31/reforco-para-a-comissao-da-verdade/

As Comissões da Verdade e a proteção à vida de antigos exterminadores | Sul21

31/05/2012 | 13h36

Inicia-se, finalmente, o processo de investigação sobre os crimes cometidos pela ditadura militar brasileira (1964/1985). Notícia divulgada ontem (30) em primeira mão pelo Sul21 informa que o ex-delegado do DOPS Cláudio Guerra e o ex-sargento do DOI-CODI Marival Chaves Dias foram ouvidos formalmente, durante a segunda (28) e a terça-feira (30), em Vitória (ES), para uma força tarefa do Ministério Público Federal e a coordenadora da Comissão Memória, Verdade e Justiça da Câmara dos Deputados, Luiza Erundina.

Exterminadores arrependidos, ambos ex-integrantes das forças de repressão da ditadura militar, deverão ser agora protegidos pelo estado democrático brasileiro. A deputada já encaminhou, ao procurador geral da República em Campos dos Goytacases (RJ), pedido de guarda policial para os ex-agentes, principalmente para Guerra, que tem sofrido ameaças de ex-colegas desde que passou a revelar os fatos vividos por ele durante o período de repressão política. Continuar Lendo →

Eventos em SP lembram 75 anos do nascimento de Vladimir Herzog | Opera Mundi

31/05/2012 | 10h24

A largada foi dada nesta quinta-feira, com a abertura de uma mostra de documentários políticos latino-americanos

Os processos formais ligados à restauração da memória e ao direito à justiça, nos países latino-americanos que viveram décadas de ditadura, demoraram bastante a se estabelecer. É o caso do Brasil, que só em 2012, longos anos após a queda do poder ditatorial, vê estampadas com maior frequência na imprensa nacional manchetes sobre as chamadas Comissões da Verdade.

Continuar Lendo →

Ministro da Justiça determina proteção a ‘cemitérios’ da ditadura | Último Segundo

31/05/2012 | 10h18

Casos citados pelo ex-delegado do DOPS, Cláudio Guerra, estão sendo alvo de investigação do MPF em quatro estados

Wilson Lima, iG Brasília

Ex-delegado Cláudio Guerra traz revelações sobre crimes da ditadura em livro | Foto: Agência Porã

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, determinou a proteção aos locais onde supostamente ocorreram execuções e enterros de militantes de esquerda, durante o regime militar, conforme relatos do ex-delegado do Departamento de Ordem Política e Social (DOPS), Cláudio Guerra.

A preservação destes locais tem o intuito de evitar que algumas provas ainda sejam perdidas, apesar das execuções narradas por Guerra no livro “Memórias de uma guerra suja” terem ocorrido nas décadas de 1970 e 1980. Hoje, os locais estão sendo resguardados por membros da Polícia Federal (PF), conforme o ministro.
Continuar Lendo →

A verdade da comissão | Correio de Uberlândia

31/05/2012 | 7h49

A Comissão da Verdade, antes mesmo de iniciar seus trabalhos, já está provocando alvoroço.
Os oponentes, que não escondem simpatia ao regime militar que governou o Brasil de 1964 a 1985, estão inconformados com o provável desfecho dos trabalhos, que deve esclarecer fatos do mais sombrio período da história republicana.

A alegação é que apenas os agentes da repressão estariam sob a mira das investigações.
Por que não apurar também os atos dos “terroristas”, que pegaram em armas e também mataram? Primeiramente, porque se está falando aqui de atos praticados por agentes públicos, que agiram em nome do Estado brasileiro. Continuar Lendo →

Grupo retoma buscas de corpos de guerrilheiros no Araguaia | Estadão

30/05/2012 | 18h

Está prevista para o dia 10 o início de uma nova expedição de busca de restos mortais de integrantes da Guerrilha do Araguaia, organizada pelo PC do B e ocorrida entre 1972 e 1974. O grupo será composto por representantes dos ministérios da Defesa e da Justiça, da Secretaria de Direitos Humanos e da Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos. Também participam familiares dos desaparecidos.

Mais uma vez as atenções ficarão concentradas no cemitério de Xambioá, Tocantins. No ano passado o Grupo de Trabalho Araguaia (GTA) realizou quatro expedições. Esta será a primeira de 2012.

Continuar Lendo →

Agentes da tortura falam pela primeira vez: MP ouve depoimento de Guerra e Marival por 16 horas | Sul21

30/05/2012 | 16h31

Por Luiz Cláudio Cunha
Especial para o Sul21

Em sigilo, começou esta semana a autópsia da ditadura brasileira. Durante 16 horas de depoimento em Vitória, ES, ao longo de segunda (28) e terça-feira (29), o ex-delegado do DOPS Cláudio Antônio Guerra e o ex-sargento do DOI-CODI Marival Chaves Dias do Canto falaram pela primeira vez e formalmente ao Ministério Público Federal, na presença da coordenadora da Comissão Memória, Verdade e Justiça da Câmara de Deputados, deputada Luiza Erundina de Souza (PSB-SP).
Continuar Lendo →

Arquivo Nacional vai abrir acervo da ditadura ao público | O Globo

29/05/2012 | 22h56

Informações sobre repressão política e vida privada de servidores ficarão disponíveis

Cássio Bruno

Jaime Antunes afirma que ainda não foram feitos pedidos de sigilo

RIO – A partir de 17 de junho, o Arquivo Nacional vai disponibilizar ao público documentos do período do regime militar (1964-1985). A divulgação do material, noticiada nesta terça-feira pelo colunista do GLOBO Ancelmo Gois, ocorrerá em função da nova Lei de Acesso à Informação. Serão cerca de 16 milhões de páginas de acervo que incluem, entre outras coisas, dados sobre a repressão política no país e a vida privada de servidores de 38 órgãos de governo, como Forças Armadas, universidades e estatais. Continuar Lendo →

MPF recorre de sentença que rejeitou denúncia contra o coronel Brilhante Ustra por sequestro | Agência Brasil

29/05/2012 | 18h52

Daniel Mello
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – O Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo recorreu contra a decisão da Justiça de rejeitar a denúncia de sequestro contra o coronel reformado Carlos Alberto Brilhante Ustra e o delegado de Polícia Civil Dirceu Gravina. Para o MPF, os dois são responsáveis pelo desaparecimento do líder sindical Aluísio Palhano Pedreira Ferreira em 1971, durante a ditadura militar. Continuar Lendo →

Vídeos mostram cemitérios de militantes de esquerda | O Dia Online

29/05/2012 | 18h08

O ex-delegado Cláudio Guerra visitou locais onde supostamente enterrou corpos de pessoas assassinadas na ditadura

Brasília –  Dois vídeos divulgados essa semana mostram os locais onde supostamente militantes de esquerda foram incinerados e mortos pelo ex-delegado do DOPS (Departamento de Ordem Político Social) do Espírito Santo, Cláudio Guerra. Os cemitérios clandestinos são citados por Guerra no livro “Memórias de uma guerra suja”.

Continuar Lendo →

Ministério Público vê ‘ingenuidade cruel’ em rejeição de ação contra Ustra | Rede Brasil Atual

29/05/2012 | 17h12

Redação da Rede Brasil Atual

São Paulo – O Ministério Público Federal em São Paulo apresentou recurso contra a decisão da Justiça Federal de rejeitar abertura de ação penal contra o coronel reformado Carlos Alberto Brilhante Ustra e o delegado da ativa da Polícia Civil paulista Dirceu Gravina, acusados pelo sequestro do militante Aluízio Palhano Pedreira Ferreira, desaparecido desde 1971, durante a ditadura (1964-85).

Os argumentos são basicamente os mesmos que haviam sido adiantados à reportagem pela procuradora Eugênia Gonzaga, co-autora do recurso com a também procuradora Thamea Danelon de Melo. Elas pedem que o juiz federal Márcio Rached Millani reveja a decisão de negar a ação com base na leitura de que é improvável que Palhano, hoje com 90 anos, esteja vivo. Continuar Lendo →

Comissão da Verdade troca informações com a SDH | O Globo

28/05/2012 | 20h07

Integrantes ainda tentam definir como será o trabalho de investigação

André de Souza

A ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, ao centro, se reúne com integrantes da Comissão Nacional da Verdade

BRASÍLIA – Duas semanas depois de instalada, a Comissão da Verdade — que vai investigar as violações de direitos humanos entre 1946 e 1988 — ainda conta com uma estrutura pequena. As poucas reuniões que já teve estão centradas na discussão de como ela vai funcionar ao longo dos próximos dois anos. Nesta segunda-feira, os membros da Comissão da Verdade se encontraram com Marco Antônio Rodrigues Barbosa, presidente da Comissão de Mortos e Desaparecidos Políticos, ligada à Secretaria de Direitos Humanos (SDH). A ministra da SDH, Maria do Rosário, também esteve presente. Continuar Lendo →

Festival Cinema Pela Verdade debate a ditadura militar em universidades | G1

28/05/2012 | 15h39

Capitais brasileiras recebem exibição dos cinco filmes selecionados.
Confira a programação da mostra, que segue até o fim de junho.

Cena de ‘Cidadão Boilesen’ (Foto: Divulgação)

O festival Cinema Pela Verdade promove debates sobre a ditadura nas 27 capitais do país até o fim de junho. Sessões gratuitas de cinco filmes relacionados ao tema serão seguidas por bate-papos com especialistas ou pessoas que tenham vivido de perto o período de repressão militar no Brasil.

O evento foi contemplado pelo edital “Marcas da Memória”, da Comissão de Anistia, que financia cerca de 20 projetos, dos mais variados segmentos, sobre a ditadura. Os filmes selecionados foram: “Cidadão Boilsen” (2009) de Chaim Litewski; “Condor” (2007), de Roberto Mader; e “Hercules 56” (2006), de Silvio Da-Rin. Além desses, o projeto também vai contar com a participação especial de mais duas obras: “Diário de uma busca” (2010), de Flavia Castro; e “Uma longa viagem” (2011), de Lucia Murat, lançamento de 2012. Continuar Lendo →

Livro sobre ditadura provoca ‘encontro’ entre algoz e famílias de vítimas | Rede Brasil Atual

28/05/2012 | 9h12

Depoimento de ex-delegado reaviva dores, mas militantes defendem que ele seja protegido para “falar mais”. Para jornalista, Cláudio Guerra tem de ser “sugado” pela Comissão da Verdade

Vitor Nuzzi

São Paulo – O lançamento em São Paulo do livro “Memórias de uma Guerra Suja” proporcionou, indiretamente, o encontro de um algoz com familiares de algumas de suas vítimas. Baseada no relato do ex-delegado do Dops Cláudio Guerra, a obra fez reviver antigas dores. A assistente social Rosalina Santa Cruz participou do lançamento, no último sábado (26), e se emocionou ao falar com os jornalistas Rogério Medeiros e Marcello Neto, que colheram o depoimento do ex-agente da ditadura. Seu irmão Fernando Santa Cruz teria sido uma das vítimas jogadas no forno da usina Cambaíba, em Campos dos Goytacazes (RJ), local apontado como crematório de presos políticos assassinados. “Me veio novamente aquela dor da época que Fernando desapareceu. Este é meu irmão e isso é o que aconteceu no nosso país. Fiquei pensando, não ele (Guerra), mas como a ditadura usou as pessoas da forma mais cruel”, disse Rosalina durante o evento, no Memorial da Resistência, antiga sede do Dops paulista.
Continuar Lendo →

Camponeses do Araguaia aguardam Comissão da Verdade | Estado de Minas

28/05/2012 | 7h35

Brasília – A Guerrilha do Araguaia, um dos episódios mais violentos em confrontos entre esquerdistas e militares, terminou há quatro décadas, mas ainda é um tema polêmico que provoca muitas discussões e incomoda o governo. O confronto entre os militares e os guerrilheiros do PCdoB, ocorrido a partir de abril de 1972, será um dos principais assuntos que virá a debate na Comissão da Verdade e pode trazer à tona fatos desconhecidos que podem mudar o rumo da história, não só daqueles que lutaram, mas também de vários camponeses que até hoje estão desaparecidos. Continuar Lendo →

Dafne Melo: escracho, um instrumento de luta | Correio do Brasil

27/05/2012 | 8h26

Nascidos na Argentina na década de 1990 para denunciar os agentes da ditadura civil-militar responsável por um saldo de 30 mil mortos e desaparecidos no período, os escrachos criaram condenação social e abriram caminho para a abertura dos processos judiciais contra militares e civis envolvidos na repressão.

Por Dafne Melo

Na manhã de 25 de março de 2006, quem passava pela Avenida Cabildo, número 639, no bairro portenho de Belgrano, via a parte externa de um prédio residencial, precisamente na altura do sexto andar, manchado de tinta vermelha, além de placas e pichações na rua. “Aqui vive um genocida”, diziam algumas das mensagens. Nesse endereço vivia Jorge Rafael Videla, um dos líderes da Junta Militar que tomou o poder por meio de um golpe de Estado em 24 de março de 1976. Continuar Lendo →

Comparato: ‘Precisamos enxergar nosso passado criminoso’ | Rede Brasil Atual

26/05/2012 | 12h02

Professor emérito da Faculdade de Direito da USP vê resquícios da ditadura na universidade e cobra apuração dos elos entre o regime e a instituição

Por Leandro Melito, da Rádio Brasil Atual

São Paulo – O crescente debate da sociedade brasileira sobre a apuração dos crimes ocorridos durante a ditadura (1964-85) vai aos poucos tomando formato na maior instituição de ensino superior do país, a Universidade de São Paulo (USP). Esta semana, sob as arcadas da Faculdade de Direito do Largo São Francisco, um ato reuniu professores e juristas para cobrar a investigação dos elos entre a USP e o regime, e um abaixo-assinado passou a circular pela internet para pressionar o reitor, João Grandino Rodas, a autorizar o funcionamento de um colegiado.

Durante o evento, o professor emérito Fábio Konder Comparato recordou as conexões dos 21 anos de repressão com um passado de escravidão legal e todo poder aos detentores da propriedade privada. Depois, conversou rapidamente com os jornalistas, voltando a cobrar a instalação de uma comissão da verdade na USP. “ É preciso que todos nós, brasileiros, enxerguemos o passado criminoso que nós tivemos em vários períodos de nossa história, como, por exemplo, a escravidão. É preciso que nós saibamos enfrentar essa verdade difícil”, afirmou, tecendo ainda críticas ao funcionamento da Comissão Nacional da Verdade, instalada este mês pela presidenta Dilma Rousseff.

Confira a seguir a entrevista. Continuar Lendo →

Comissão da Verdade deve investigar participação de brasileiros no golpe do Chile | Opera Mundi

26/05/2012 | 8h

João Paulo Charleaux

Fontes brasileiras e chilenas indicam que o papel do Brasil em 11 de setembro de 1973 foi crucial

A participação de civis e militares brasileiros no golpe militar contra o presidente chileno Salvador Allende, em setembro de 1973, pode ser uma das revelações inesperadas da recém instaurada Comissão da Verdade no Brasil.

O envio de 100 milhões de dólares por empresários brasileiros para financiar o golpe no Chile, as reuniões de militares golpistas na Embaixada do Brasil em Santiago e a “exportação” do know how em técnicas de sequestro e torturas cometidas durante a chamada “Operação Condor” fazem parte de uma lista mencionada por ex-membros do governo Allende, historiadores e escritores do Chile e do Brasil ouvidos pelo Opera Mundi num conjunto de entrevistas inéditas realizadas entre outubro de 2011 e maio de 2012.

Allende entrega documento sobre nacionalização do cobre, em 1971. Golpe contra presidente teve participação brasileira

Continuar Lendo →

%d blogueiros gostam disto: